Gracie Barra Brasil

Jiu-Jitsu for Everyone
Gracie Barra wear
Search

GB Entrevista: Uma história construída nos tatames – Profº Kiko Meneghetti

Não há histórias sem fatos, nem fatos sem história. No mundo da arte suave, antes dos anos 2000, viver do jiu-jitsu era algo quase “fatídico”. Professores, alunos e atletas eram grupos distintos e reuni-los de forma inteligente era um verdadeiro desafio. Como a luta poderia mudar a história de alguém, a ponto de revela-lo a uma profissão? Com a missão JIU-JITSU PARA TODOS, o bjj ganhou força e deu a todos os seus seguidores a oportunidade de escreverem um novo capítulo em suas vidas.

No GB Entrevista desta semana, convidamos o faixa preta 4º grau, Kiko Meneghetti para compartilhar a sua caminhada na arte suave conosco.  Há 25 anos, ele descobriu nos tatames um dos seus principais sonhos e como realiza-lo através do amor ao jiu-jitsu.

“O primeiro passo para a concretização de um sonho é acreditar que ele se tornará realidade.”

[GB Brasil] 1- Por trás de um faixa preta há uma longa jornada, como e quando você conheceu a arte suave?

[Profº Kiko Meneghetti] Eu comecei o Jiu-jitsu com meu professor Carlos Alberto Liberi em 1992, quando ainda tinha 17 anos a convite de um amigo que me levou até a academia onde o Liberi, ministrava aulas. Assisti o primeiro treino e logo me identifiquei pois já havia praticado judô por 7 anos. Porém ao assistir a aula algo me chamou a atenção além das técnicas que já conhecia do judô, foi a defesa pessoal que me tocou e me fez iniciar com o professor Liberi. Desde então, não parei mais e hoje sou graduado faixa preta 4º grau da Gracie Barra, todas as minhas graduações foram feitas pelo Liberi, o que me motiva a cada dia mais seguir seus passos, pois sei que ele está alinhado com a visão do nosso Mestre Carlos Gracie Jr.

[GB BR] 1.1 – Já teve experiência em campeonatos? Se sim, conte nos seus principais títulos.

[Kiko] Ainda na faixa branca comecei a disputar alguns campeonatos, e nesse contexto de competições foi onde descobri que meus desafios no jiu-jitsu iam além das aulas que eu tomava com meu professor, competi por aproximadamente 9 anos, ganhando alguns títulos nacionais e internacionais. Até que em 2000 após ser Campeão Pan-americano na faixa marrom sofri uma lesão séria na lombar durante um campeonato, que me afastou das competições por 1 ano e meio. Prestes a pegar a faixa Preta, investi em recuperar-me da lesão sem cirurgia, esse foi um dos momentos mais difíceis para mim pois já ministrava aulas de Jiu-jitsu e precisava estar inteiro fisicamente para continuar dando aulas e quem sabe voltar a competir. Finalmente em 2003 já faixa preta voltei para as competições e realizei meu sonho que era disputar um Mundial de Jiu-jitsu na Categoria Adulto faixa Preta, não fui campeão, mas toda essa saga de superação me mostrou que o jiu-jitsu nos ensina a perseverar e manter o foco positivo mesmo nas adversidades.

2- Conte nos como nasceu o sonho de ter a sua própria escola Gracie Barra.

Ser proprietário de uma escola GB é um sonho que tenho desde 1998, quando meu professor me convidou para ser instrutor auxiliar em sua academia. Desde então tive algumas oportunidades de negócios, porém não deram certo por fatores que hoje com os PCIs consigo enxergar que são determinantes para o sucesso de todas as escolas GB. Hoje alinhado 100 % com o PCI e norteado pelo PCE tenho uma escola em Barão Geraldo na cidade de Campinas – SP, onde ministro aulas todos os dias.

 

3- Quais os principais desafios enfrentados por você como dono de escola e professor.

Os principais desafios que enxergo hoje como dono de escola e professor são realmente possibilitar através do jiu-jitsu que hoje praticamos na GB, implementar a visão do Mestre Carlinhos Gracie em atingir o maior número de pessoas com os benefícios que o jiu-jitsu me proporcionou. Poder através do jiu-jitsu e de uma escola alinhada com os preceitos da GB criar uma cultura de saúde física, mental e espiritual para qualquer pessoa que nos procure na comunidade de Barão Geraldo e região.

 

4- Quais as expectativas para o futuro da sua escola?

Minhas expectativas são as melhores, tendo em vista que finalmente em 2017, expandimos nosso espaço, mudamos de endereço e crescemos. Após 3 anos em Barão Geraldo, hoje podemos oferecer uma estrutura melhor, maior e alinhada com os conceitos da Gracie Barra. Com isso minha expectativa é de um ano muito produtivo e prazeroso levando o jiu-jitsu para todos na região de Barão Geraldo.

 

5- Deixe um recado para aqueles que querem fazer da missão JIU-JITSU PARA TODOS seus sonhos.

Meu recado é: Nunca deixem de sonhar e principalmente não desistam de seus sonhos, com perseverança, disciplina e dedicação, mesmo que começando pequeno e dando alguns tropeços, você tem a capacidade de chegar lá e concretizar seus sonhos.

Acreditem!

Deixe uma resposta